Título do post

Subtítulo

Ricardo Rezende
 

Startups / A Uber, empresa de transporte urbano por aplicativo, inaugurou no dia 17 janeiro deste ano um centro de apoio na capital paulista, com plano de investir R$ 200 milhões. A unidade em São Paulo pode empregar até 7 mil pessoas até o fim do ano, fornecendo apoio técnico para cerca de 9 milhões de usuários no Brasil junto com milhares de motoristas. (LAFIS)

As empresas American Tower, Cell Site, Gts, Phoenix Tower, QMC e SBA, proprietárias de torres de telecomunicação, farão um aporte de R$ 1,2 bilhão em nova infraestrutura no País neste ano. O investimento prioriza a implantação de novas antenas, com foco nos municípios de São Paulo, Brasília, Goiânia, Belo Horizonte, Porto Alegre e Rio de Janeiro. (LAFIS)

Para Marcia de Salvi Pillat Vice-presidente e Executive Coach na United HR Management Partners, o mercado de trabalho para o executivo está cada vez mais competitivo, por isso, se diferenciar é cada vez mais essencial para profissionais. 

Um dos caminhos para se tornar único e se destacar diante de tanta concorrência, é construir uma "marca pessoal", a chamada "personal branding".

Marcio Pereira CEO da United HR Management Partners, afirma que mudar não é uma questão de desejo, mas de exigências do próprio mercado, caracterizado pela competitividade, concorrência com grandes players internacionais e evoluções tecnológicas. 

Muitos conseguem fazer isso a tempo, alguns perdem a hora e outros antecipam o processo, enxergando tendências e oportunidades.

O executivo inteligente sabe influenciar de forma positiva a vida das pessoas que conhece e usa o seu networking com inteligência.

Esse executivo trabalha os seus pontos fortes e fracos, entendendo como podem afetar seu potencial.

O processo de Executive Coaching pode ajudá-lo a entender seu momento de carreira e fazer uma movimentação de forma estruturada.

Torne-se um executivo influente mostrando o seu legado ao participar de forma ativa de eventos, comitês... Isso dará mais força a você e poderá abrir portas inimagináveis.

É um grande desperdício de tempo focar em seus pontos fracos, pois eles nunca se transformarão nos diferenciais competitivos que o tornarão único no mercado. 

Claro que os pontos fracos devem ser trabalhados e enxergados como pontos a melhorar, no entanto, é preciso focar no que você é melhor.

Veja o exemplo do dono da Zara Amancio Ortega, fundador da Inditex, acabou de substituir Bill Gates como bilionário mais rico do mundo, de acordo com o ranking em tempo real da Forbes. 

Com US$ 79,5 bilhões, sua fortuna ultrapassou a do criador da Microsoft, de US$ 78,5 bilhões. Ele já havia alcançado brevemente o primeiro lugar na lista de bilionários em outubro de 2015.

Caso você ainda não tenha identificado seus pontos fortes, um feedback dos seus colegas, líderes e familiares podem ajudá-lo, e entretanto, podemos identificar de forma estruturada através de ferramentas de Assessment, que analisam como você faz a sua gestão.

Os executivos precisam se preocupar com a imagem que passam nas redes sociais como Linkedin por exemplo.

Ter fluência em idiomas, MBA, formação internacional e certificações podem torná-lo competitivo, mas entender como você construiu a carreira, como você pensa e raciocina serão os diferenciais.

É preciso se conhecer, e só quem tem uma boa leitura de si mesmo terá uma boa leitura do outro.

Fonte: Agência