Relatório da United HR revela: Recorde de processos de M&A aumentaram contratações de líderes que dominem a condução de Due Diligence

3 de novembro de 2021

Os projetos de fusões e aquisições até o mês de outubro de 2021, chegaram a aproximadamente 60% a mais que todo o período de 2020, gerando emprego para líderes que tenham habilidades de Due Diligence, aponta o relatório da United HR, (empresa de executive search e outplacement) especializada em contratação de cargos de liderança.

Alisson Soncine, Vice President da United HR explica que: “Os requisitos procurados pelos headhunters na United HR, para preencher estas posições de liderança em empresas em processos de M&A são de acompanhar a realização de valuation e due diligence, capacidade de analisar o mercado econômico, e que garanta consistência das informações sobre a empresa e o seu ativo, identificando viabilidade econômica para concretizar os negócios nos processos de fusões e aquisições”.

“O investimento privado está em todos os setores, e os dados analisados concluem que mesmo com as questões políticas e econômicas do país, para 2022 as empresas já aprovaram investimentos nos processos de fusões e aquisições e contratação de diretores e presidentes preparados para acelerar os investimentos e especializados em Due Diligence” afirma Alisson Soncine.

Em setembro de 2021 as transações passaram de 1 mil operações, sendo que em todo o período de 2020 não chegaram a 800. Mesmo que este cenário econômico tivesse a influência da pandemia de covid-19 o aumento vem sendo registrado desde os anos anteriores, aponta o relatório.
Os projetos de fusões e aquisições até o mês de outubro de 2021, chegaram a aproximadamente 60% a mais que todo o período de 2020, gerando emprego para líderes que tenham habilidades de due diligence, aponta o relatório da United HR, (empresa de executive search e outplacement) especializada em contratação de cargos de liderança.

Alisson Soncine, Managing Director da United HR explica que: “Os requisitos procurados pelos headhunters na United HR, para preencher estas posições de liderança em empresas em processos de M&A são de acompanhar a realização de valuation e due diligence, capacidade de analisar o mercado econômico, e que garanta consistência das informações sobre a empresa e o seu ativo, identificando viabilidade econômica para concretizar os negócios nos processos de fusões e aquisições”.

“O investimento privado está em todos os setores, e os dados analisados concluem que mesmo com as questões políticas e econômicas do país, para 2022 as empresas já aprovaram investimentos nos processos de fusões e aquisições e contratação de diretores e presidentes preparados para acelerar os investimentos e especializados em Due Diligence” afirma Alisson Soncine.

Em setembro de 2021 as transações passaram de 1 mil operações, sendo que em todo o período de 2020 não chegaram a 800. Mesmo que este cenário econômico tivesse a influência da pandemia de covid-19 o aumento vem sendo registrado desde os anos anteriores, aponta o relatório.

Estes são exemplos de fusões e aquisições de uma semana de outubro de 2021 levantadas pelos especialistas em inteligência de mercado da United HR:

A Neoenergia fechou acordo para aquisição de fatias da Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil (Previ) nas controladas Coelba, Cosern e Afluente T por 220,4 milhões de reais, informou a Neoenergia.

A Kraft Heinz, anunciou a compra da empresa brasileira de especiarias e temperos BR Spices.

A holding criada pela SK Tarpon e gerida pela Niche Partners já soma 11 aquisições. Com a compra da fintech e-Frete, ela entra no setor financeiro.

O banco digital e plataforma de investimentos Modal Mais adquiriu a casa de análises financeiras Eleven Research.

TradersClub comprou, por R$ 40 milhões, a plataforma de informações financeiras para investidores, a Economatica.

A Já Vendeu, empresa que veio para revolucionar a venda de produtos usados pela internet, anunciou o fechamento de um aporte de R$ 2,5 milhões com a Verve Capital, fundo dos Estados Unidos, e 6 grupos de investidores-anjo do Brasil: Urca Angels, Poli Angels, Insper Angels, INSEAD Angels Club, Hangar 8 e FEA Angels.

O fundo de private equity da XP entrou no mercado de oftalmologia com a compra do CBV (hospital de olhos referência de Brasília), uma estratégia agressiva de consolidar um dos segmentos da saúde mais pulverizados do Brasil.

Com um valuation de R$ 12 milhões, a startup de Viçosa (MG), Contajá, que tem cerca de mil clientes ativos, e oferece serviços de soluções contábeis, regulatórias e tributárias para micro e pequenas empresas por meio da plataforma desenvolvida pela fintech, levantou R$ 1,2 milhão em apenas 43 horas, em rodada liderada pela CapTable e atraiu 312 investidores.

A Bain Capital está fazendo um investimento de R$ 440 milhões na Bionexo, numa transação que transforma a gestora de private equity no maior acionista da companhia de software para saúde e vai financiar sua estratégia de crescimento, incluindo M&As.

A Hapvida adquiriu, por meio da subsidiária Ultra Som Serviços Médicos, 100% do capital social da empresa Viventi Hospital Asa Sul, em Brasília, por R$ 22 milhões.

EDP (ENBR3) arremata elétrica Celg T por R$1,977 bilhões.

O GPA desiste da bandeira Extra Hiper e faz acordo de até R$ 5,2 bi com Assaí.

A Warren anuncia ao mercado a união com a Vitra Capital, um dos maiores multi-family offices do país, com 12 bilhões de reais em ativos sob gestão.

A Rated Power, uma empresa SaaS que desenvolve soluções baseadas em nuvem para ajudar as empresas a descobrir formas mais inteligentes de maximizar o potencial das usinas solares fotovoltaicas e reduzir o custo de geração da energia, arrecadou R$ 31 milhões em sua série A.

A startup do setor da construção Ambar fechou a compra de outra startup do segmento, a AutoDoc. A operação de R$ 100 milhões tem como pano de fundo o avanço das práticas de industrialização e digitalização dos canteiros de obras, com um número crescente de construtoras procurando ganhar agilidade e cortar custos.

A Promob, especializada em software de projetos para a cadeia de indústria moveleira, anunciou a fusão com a Focco, que atua com software de gestão para diversos setores.

A startup de educação (edtech) Digital House, voltada para desenvolvimento de “talentos digitais”, anunciou sua fusão com a Rocketseat, plataforma de aprendizado em programação.

A Ambipar adquire a Brasil Coleta Gerenciamento de Resíduos.

O Hospital Care Caledonia informou a celebração de contrato por meio do qual irá adquirir até 60% das ações do Hospital Policlínica Cascavel.

A Kora Saúde comprou 80% do Grupo OTO por R$ 248 milhões.

O Bradesco comprou a participação de 49,99% do banco digital Digio que pertencia ao Banco do Brasil por R$ 625 milhões.

A JSL, subsidiária do setor de logística do grupo Simpar, aprovou as cisões parciais da Transportadora Rodomeu e da Unileste Transportes.

Alisson Soncine, Vice President da United HR explica que os cargos que mais se destacam neste momento são de Presidente (CEO), Diretor de Finanças (CFO), Diretor de Marketing (CMO), Diretor de operações (COO), Diretor de negócios (CBO), porque a condução de processos de Due Diligence exige que a liderança de todas as áreas de uma empresa participem para o sucesso destes investimentos.

. . .

Compartilhe:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp