United HR revela como manter o emprego nos processos de fusões e aquisições

17 de agosto de 2021

O mercado cresceu 25% em fusões e aquisições em 2021, segundo dados da United HR. Para a compradora, a fusão ou aquisição pode ocorrer como uma maneira de a empresa expandir ou se verticalizar.

De acordo com a United HR, além de TI e Saúde, as M&As devem se concentrar no setor financeiro, de energia, imobiliário, de alimentos e bebidas, de educação, de óleo e gás e de transporte, de certa forma continuando o que foi observado no ano passado.

Fusões e aquisições podem tirar um executivo da zona de conforto. Com a união de duas empresas, ocorrem sobreposições de cargo. Em média 29% dos cargos se tornam redundantes. Os profissionais que querem se manter na companhia precisam se reinventar.

É necessário se adaptar rapidamente à nova cultura organizacional. É um desafio trabalhar com pessoas de outras organizações e até de nacionalidades diferentes e reportar-se a novos líderes que desconhecem seus objetivos profissionais. Nos processos de fusões e aquisições a decisões sobre a troca de funções e de líderes geram inseguranças.

Segundo Márcio Miranda, CEO da United HR na América Latina, executivos estratégicos vêem neste processo uma oportunidade para desenvolvimento de habilidades, competências e crescimento.

Para Alisson Soncine, Managing Director da United HR, para sobreviver a uma fusão ou aquisição e ainda aproveitar a situação para crescimento profissional, os profissionais devem analisar seus pontos fortes e fracos, e as oportunidades e riscos que podem afetá-lo.

No processo de integração das companhias, os colaboradores podem destacar suas habilidades e desenvolver novas competências revelam os especialistas em transição de carreira da United HR. Empresas nestes processos de M&A, elegem uma equipe de transição composta por líderes de diferentes áreas, uma excelente oportunidade de se destacar como o responsável por este processo, explica Estrategistas de Carreira da United HR.

Outra oportunidade que se apresenta é de que a companhia por estar em um momento de mudança pode estar receptiva a novas ideias.
Gustavo Apostolico, Country Manager da United HR, afirma que fusões podem ser uma oportunidade de se mostrar adaptável a diferentes culturas organizacionais e nacionalidades, é um momento de colaborar.

Ao assumir tarefas relacionadas ao processo de fusão e aquisição, os profissionais terão a oportunidade de entregar os projetos que assumirem e construírem seu legado. E podem surgir novos projetos desafiadores, verticalização da carreira e reconhecimento financeiro.

Veja as fusões e aquisições que aconteceram em julho de 2021:

Magazine Luiza compra Sode e acelera nas entregas ultrarrápidas. Com aquisição, Magalu vai reforçar suas entregas em menos de 1 hora, que já são feitas a partir de 140 lojas de 30 cidades.

A Eletromidia acaba de fechou a compra da Ótima, uma transação que une dois dos maiores players de mídia out of home do Brasil e dá à companhia uma das jóias da coroa desse mercado na América Latina. A Eletromidia está pagando R$ 416 milhões por 74,6% da Ótima.

A Clara, plataforma que auxilia empreendedores e empresas na gestão de gastos corporativos, recebeu um aporte adicional de US$ 5 milhões feito por fundadores de unicórnios e investidores-anjo do mercado.

A GamerSafer, acaba de captar R$ 3,2 milhões, em uma rodada que reuniu Indicator Capital, gestora brasileira de venture capital early-stage; Wayra Brasil, hub de inovação aberta da Vivo; TheVentureCity; Harvard Angels; GV Angels e; Kerpen Ventures.

A CoreBiz, consultoria paulista especializada em e-commerce, comprou o controle acionário da agência digital gaúcha Trinto. As duas empresas tem atuações complementares.

O marketplace financeiro PicPay anunciou a compra de 100% do portal de finanças pessoais Guiabolso, numa transação em dinheiro e ações, na primeira grande transação no país motivada pelo “open banking”.

AT&T vende a SKY Brasil a grupo argentino. Com previsão de conclusão para 2022, a venda foi feita para o grupo argentino Werthein, que concordou em adquirir o patrimônio líquido total da Vrio, que conta atualmente com 10,3 milhões de assinantes em 11 países da América Latina e Caribe.

. . .

Compartilhe:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no email
Email